Reviews

[review] Resista a hordas infindáveis de inimigos em ‘Out of Ammo’

Misturar elementos de jogo de estratégia em tempo real com FPS (first-person shooter) parece uma boa ideia para acabar com a repetitividade do gênero de shooters, comuns entre os headsets de realidade virtual. Foi pensando nisso que a RocketWerkz criou ‘Out of Ammo’, que acaba de ser lançado para o Playstation VR em uma parceria com a Zen Studios, conhecida por outros títulos VR, com ‘CastleStorm’ e os jogos da série ‘Zen Pinball’.

[To read in your language, use the Google Translate button, on the right side (on PCs) or below the text (on smartphones and tablets)]

O jogo tem dois modos, totalmente independentes: “survival” (sobrevivência) e “missions” (missões). O survival é o modo principal de ‘Out of Ammo’. Depois de um tutorial que explica os comandos do jogo, você poderá escolher entre oito mapas, onde sua missão será defender sua base contra infinitas (sim, infinitas) ondas de inimigos. Seu objetivo é simplesmente manter sua tropa viva, durante o maior tempo que puder.

Para isso, como comandante da tropa a partir de uma visão aérea, terá que posicionar estruturas como barricadas e torres de vigilância de maneira estratégica, designando soldados para ocupar cada uma delas. Em tese, não é nada complexo, já que você não terá que correr atrás de recursos como em outros jogos de estratégia. Os recursos, assim como os soldados aliados, chegarão de tempos em tempos, de helicóptero. Inclusive engenheiros e médicos, que vão ajudar a manter as suas estruturas e a sua tropa de pé, respectivamente.

Enquanto isso, os inimigos, devidamente caracterizados com turbantes brancos de terroristas, vêm atacar sua base. As primeiras hordas são bem tranquilas, mas vão ficando cada vez mais difíceis com a inclusão de snipers, soldados com lança-foguetes e os malditos e resistentes tanques. Para acabar com as ameaças mais duronas, você poderá utilizar “ataques especiais”, que você ganha conforme vai matando inimigos.

Além disso, na hora que quiser, você pode sair do “modo comandante” e tomar o lugar de qualquer soldado no campo de batalha. E isso será imprescindível se quiser vencer algumas batalhas, já que a inteligência artificial da sua tropa é péssima, ao contrário da tropa inimiga, que ataca sem dó. Enquanto não forem designados para um posto, os seus soldados ficarão com “zZz” na cabeça e eles estarão praticamente dormindo.

Ao assumir o posto de um soldado (seguindo aquele velho ditado que diz “se você quer bem feito, faça você mesmo”), você estará em 1ª pessoa e usará a arma que o soldado estiver utilizando, o que inclui pistolas, fuzis automáticos, snipers, lança-foguetes, metralhadoras e granadas (de sobremesa).

E aqui é preciso ressaltar um dos pontos mais legais de ‘Out of Ammo’. Diferente da maioria dos shooters, este game, como o próprio título deixa claro, não tem munição infinita. E a interação com a arma na hora de recarregá-la é bem interessante. Cada arma tem sua mecânica distinta de recarregar e algumas são bastante trabalhosas. Isso faz com que você evite desperdiçar munição e faça cada tiro valer a pena. A respeito disso, vamos falar sobre os controles: para jogar, é obrigatório ter dois Playstation Moves. O Dualshock 4 não é suportado, nem a Aim Controller.

O jogo fica mais interessante com o multiplayer cooperativo para até quatro jogadores. No modo survival, todos podem atuar como comandantes ou soldados. É um reforço importante se quiser sobreviver à maior quantidade de inimigos possível. Também é possível cooperar nas missões e vamos falar sobre elas agora.

Ao todo, são apenas três missões e não existe “modo comandante” nelas. Na primeira delas, você assume o posto de um sniper e terá que ajudar soldados a se defender dos inimigos em um ponto de extração. Na segunda, invadirá um apartamento armado com uma escopeta e terá que extrair dados de um computador enquanto sobrevive a hordas de inimigos. Na terceira e última, você é o sobrevivente de uma queda de helicóptero e terá que – isso mesmo – resistir a hordas de inimigos enquanto aguarda para ser resgatado. Estará armado apenas com uma pistola e terá que arrumar munição espalhada pelo cenário.

PONTOS FRACOS

Se o meu review acabasse aqui, teríamos talvez você ficasse com a impressão de que ‘Out of Ammo’ é um jogo excelente, sem falhas. Mas é preciso falar dos problemas dele. A começar pelos gráficos. O conceito visual ao estilo “Minecraft” até poderia funcionar bem, se a resolução não fosse ruim, com serrilhados que incomodam mesmo em um Playstation 4 Pro.

Ao atirar com uma sniper, você percebe o quanto a resolução do jogo precisa ser melhorada. E também como o tracking é falho, com sua mira e sua mão tremendo de uma maneira que talvez até se assemelhe com a dificuldade de atirar com uma sniper real. A sensibilidade excessiva dos controles também incomoda no “modo comandante”, quando você tenta dar ordens e não consegue. Além disso, é preciso um certo tempo para se acostumar com os comandos de virar para o lado esquerdo pressionando um determinado botão no move esquerdo e o mesmo botão no controle direito para virar para a direita.

Sobre a parte sonora, a ausência total de música no “lobby” do jogo (que funciona como um acampamento de tiro) causa um certo estranhamento. Mas os efeitos sonoros e a música, em geral, são bons. Para os brasileiros, infelizmente, não há nenhum tipo de localização em português.

No entanto, o ponto que mais incomoda em ‘Out of Ammo’ é a ausência total de qualquer senso de progressão. Ele não tem um modo história, não existe uma campanha. Logo de cara, todos os oito mapas já vêm liberados para você escolher livremente entre eles. Dessa maneira, o jogo não oferece nenhum tipo de desafio ou recompensa ao jogador. Não existem objetivos a serem cumpridos, nem upgrades, novas armas ou equipamentos que você possa ganhar. Trata-se apenas de conseguir o maior número de baixas para figurar em um ranking mundial.

Cada mapa, cada missão, está totalmente desvinculado um do outro – e a existência de créditos finais ao final de cada um deles deixa isso bem explícito. Aliás, ao falhar em uma missão não há a opção “tentar novamente”. Você terá que ir para o menu principal e escolhê-la de novo.

Por fim, tenho que falar de algo que me incomoda não apenas em ‘Out of Ammo’, mas em vários jogos: trailers “meramente ilustrativos” (para não dizer “mentirosos”). Algumas das imagens que você vê abaixo, no trailer oficial de lançamento do jogo, com o soldadinho se preparando como se fosse o Rambo, são apenas ilustrativas e não estão no jogo. Poderiam ter sido usadas como uma abertura ou uma cutscene, mas não há nada deste tipo em ‘Out of Ammo’.

VEREDITO

‘Out of Ammo’ traz um conceito até então inédito entre os shooters de PSVR. Não fosse pela baixa resolução que chega a atrapalhar o gameplay, alguns controles confusos e ausência de objetivos (que fosse algo além de matar hordas infindáveis de inimigos), teríamos um ótimo jogo. A ausência de uma campanha é algo, inclusive, que foi consertada na sequência do game, ‘Out of Ammo: Death Drive’, lançada em agosto do ano passado para HTC Vive e Oculus Rift. Enfim, a RocketWerkz tem um bom material em mãos. Com alguns ajustes, poderia fazer de ‘Out of Ammo’ uma experiência muito mais divertida e prazerosa. Nota: 6,5.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Jogo: Out of Ammo
Estúdio: RocketWerkz/Zen Studios (https://blog.zenstudios.com/?page_id=7420)
Gênero: Shooter e estratégia em tempo real
Data de lançamento: 30 de janeiro de 2018
Plataformas: Playstation VR (usada neste review), HTC Vive e Oculus Rift
Preço: R$ 45,90 (PS Store BR) | US$ 14,99 (PS Store EUA)
Tamanho do download: 1,45 GB
Idioma: Inglês (áudio, legendas e textos)
Controles suportados: Dois Playstation Move Controllers

[Este review foi feito com jogo digital cedido pela Zen Studios]

Assista ao trailer de lançamento do jogo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s