Reviews

[review] ‘Salary Man Escape’ é mais difícil do que seu chefe te oferecer um aumento

Para quase todo trabalhador, por mais que goste do emprego que tem, o momento de sair da empresa e voltar para casa é um dos mais aguardados do dia. Usando isso como mote e satirizando vários bordões corporativos, o estúdio chinês Red Accent criou o puzzle ‘Salary Man Escape’, publicado pela Oasis Games e exclusivo do Playstation VR.

‘Salary Man Escape’ é um quebra-cabeças de plataforma em terceira pessoa onde seu objetivo é liberar o caminho para um funcionário engravatado a caminho da tão sonhada porta de saída da empresa. Você não tem controle algum sobre o funcionário – ele só se move quando o trajeto está livre. E ele só anda se todo o caminho estiver plano, lisinho. Portanto, não espere que ele vá pular ou subir sobre um obstáculo. O cara é bem burrinho.

Para liberar o caminho, você move blocos vermelhos dispostos no cenário. Mas não é capaz de movimentar os blocos brancos. No entanto, todos eles (vermelhos e brancos) sofrem influência da gravidade – e o aspecto físico é importantíssimo no jogo. Você pode até se lembrar de quando era criança e jogava ‘varetas” com os amigos.

É preciso cuidado para movimentar a peça correta para o lado certo. Um movimento mais brusco pode colocar tudo a perder, derrubando estruturas que podem prejudicar todo o seu planejamento. Especialmente porque é preciso ter em mente o seguinte: você só pode mover as peças vermelhas para os lados ou para baixo (usando a própria gravidade), retirando-as ou colocando-as em outro lugar. Mas não é possível levantar nenhuma delas.

Há ainda outros fatores que aumentam o desafio. Um deles é que não é possível voltar atrás em uma ação específica. Mas, no meio do trajeto, pode haver alguns checkpoints (marcados por uma xícara de café), e você pode retornar a esse checkpoint usando o menu dentro do jogo. Ah, e há um tempo limite em cada fase, que varia em torno de 3 a 5 minutos. Se não terminar dentro do tempo, terá que começar tudo de novo.

salary3

CONTROLES E TRACKING

Para jogar, você pode usar um PS Move ou o Dualshock 4. A mecânica muda um pouco: enquanto com o Move você “pega” no bloco diretamente, deixando mais imersivo, com o controle a interação é feita através de um “raio” que sai do Dualshock 4. O bom é que você pode trocar de controles no meio do jogo, usando o menu dentro da própria fase, coisa que outros títulos não permitem.

É possível girar, aproximar ou afastar todo o cenário para observar as estruturas mais detalhadamente. No entanto, o tracking parece ter um raio de ação limitado: se você afasta o controle do corpo, o jogo já não reconhece mais. É preciso sempre aproximar as peças de você se quiser movê-las. Isso pode gerar uma certa frustração – espero que o estúdio possa melhorar este quesito.

O jogo está todo em inglês, com textos e menu neste idioma, sem opções de legenda em português. Isso não impedirá quem não sabe a língua inglesa de resolver os quebra-cabeças, mesmo sem entender as instruções do tutorial, que é bem básico. O que talvez você não entenda são as piadas corporativas, espalhadas em forma de textos que simulam relatórios, e-mails e memorandos no início e no final das fases.

Em termos de áudio, chama a atenção a trilha sonora, composta por canções inspiradas no pop japonês dos anos 1980. É uma musica bem animada, mas às vezes pode incomodar quando você fica preso em uma fase ou outra (para isso, há opções para reduzir o volume). Os efeitos sonoros não se sobressaem, mas também não atrapalha.

O visual é todo monocromático, com alguns detalhes em vermelho, lembrando o filme ‘Sin City’ e o game ‘SuperHot’. Sua visão é em terceira pessoa e a área de jogo fica parecendo uma maquete. Ao redor dela, há uma ambientação com elementos típicos de escritório, incluindo mesas, computadores, cadeiras, entre outras coisas. Mas, graficamente, falta um pouco mais de nitidez e há um certo nível de borrão que pode incomodar o jogador mais exigente.

salary1

DURAÇÃO E REPLAY

Ao todo, são 78 fases, divididas em seis episódios (de acordo com o estúdio, isso rende cerca de 8 horas de gameplay, mas é claro que, em se tratando de um puzzle, vai depender muito do (cérebro do) jogador. Cada episódio tem 13 fases, sendo três “secretas”. Essas fases secretas só podem ser liberadas com as moedas que você encontra no caminho das fases anteriores. No entanto, pegá-las requer a colocação de peças em uma posição específica, tornando-se um quebra-cabeça à parte.

Se você travar em determinada fase, é problema: não é possível pular. Você tem que primeiro resolver a fase atual para liberar a seguinte. E, apesar de o nível geral de dificuldade aumentar a cada nova fase, pode haver algumas mais complicadas pelo caminho.

Uma opção é tentar se arriscar no episódio seguinte, que você destrava ao atingir um certo nível no capítulo atual. Mas que fique bem claro que, a cada episódio, novos desafios e novas mecânicas são adicionadas, elevando o grau de dificuldade. Por exemplo, no capítulo 2, é adicionada uma espécie de gangorra/balança, onde você precisa tirar os blocos para diminuir o peso de um dos “pêndulos” e fazê-la se mover.

O valor de replay fica por conta das moedas opcionais que você coleta no decorrer de algumas fases para destravar níveis secretos. Para os platinadores que gostam de um desafio mental, uma boa notícia: o jogo tem troféu de platina, que até agora ninguém conquistou. Quem se habilita?

salary2


VEREDITO

Com 78 fases, ‘Salary Man Escape’ é um prato cheio para quem gosta de puzzles. O grau de desafio é muito bom, mas às vezes pode ser um pouco desnivelado de uma fase para a outra. Graficamente, falta um pouco mais de nitidez, que poderia deixar sobressair mais o estilo visual monocromático do jogo. O título foi lançado com desconto promocional de 20%, tornando-o bem atraente aos fãs do gênero. Nota: 7,5/10.


INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Título: ‘Salary Man Escape’
Estúdio: Red Accent Studios/Oasis Games (http://en.console.oasgames.com)
Gênero: Puzzle
Data de lançamento: 26 de junho de 2018
Plataformas: Playstation VR (usada neste review)
Preço: R$ 61,50 * (PS Store Brasil) | US$ 19,99 * (PS Store EUA)
Controles: 1 PS Move (recomendado) ou Dualshock 4
Idioma: Inglês (interface/menus) | Sem opção de português
Jogadores: 1 (sem modo online)
Espaço em disco: 929 MB

* O título foi lançado com desconto promocional de 20%, saindo por R$ 49,20 (Brasil) e US$ 15,99 (EUA). O desconto é válido até o dia 7 de julho de 2018.

[Este review feito no PS4 Pro, com jogo digital disponibilizado pelo Red Accent Studios/Oasis Games]

Assista ao trailer de ‘Salary Man Escape’

 

Anúncios

16 comentários sobre “[review] ‘Salary Man Escape’ é mais difícil do que seu chefe te oferecer um aumento

  1. Quer ganhar uma cópia digital de ‘Salary Man Escape’? Participe do sorteio e concorra. As regras são as seguintes:
    1. Inscreva-se aqui no blog PSVR BRASIL.
    2. Comente neste post com um número de 1 a 999 e conte uma história engraçada que aconteceu no seu trabalho/escola.
    3. O sorteio será feito por meio do site Sorteador (https://sorteador.com.br), no próximo sábado, dia 30 de junho de 2018.
    4. Os comentários serão publicados conforme forem sendo postados. Em caso de números repetidos, será levado em conta apenas o primeiro.
    5. O acertador (ou quem se aproximar mais) do número sorteado será o vencedor.
    6. Não se esqueça de informar um e-mail válido para receber o prêmio, caso seja o vencedor.
    7. Só serão aceitos comentários feitos até as 15h do dia 30 de junho de 2018.
    8. Para utilizar o prêmio, é necessário ter uma conta da PSN da América do Norte (Estados Unidos ou Canadá).

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mito da Caverna

    500 – A gente tava até lembrando disso hoje. Uma vez levei uns chocolates bons no meu aniversário (É tradição lá sempre levar chocolate no aniversário, só que ao invés dos tradicionais resolvi levar um que era MUITO BOM). Aí de boa lá de manhã veio justo um cara que eu não gostava muito e pegou um, comeu, deu meia volta e veio na cara de pau dizer:
    -Mito, muito bom esse bombom, você se importa se eu pegar mais um?
    E foi falando já enfiando a mão pra pegar. Aí olhei bem pro cara e mandei:
    -Cara, na real me importo sim. Não tem muitos e se você pegar 2 alguém pode ficar sem e vai ser muito chato.

    O cara saiu sem graça e nunca mais falou comigo. Win-Win situation . 🙂

    Curtir

  3. 322 – Foi no meu primeiro trabalho, meus colegas de trabalho pediram para eu levar as marmitas para esquentar naquela marmiteira elétrica banho maria, porém eu coloquei na parte de baixo que a agua não estava quente e no local não havia microondas, moral da historia: ficamos todo sem comer no dia.

    Não sei se é engraçado, mas foi a melhor historia q me lembrei kkk

    Curtido por 1 pessoa

  4. 217 – Eu trabalha em uma empresa que alugava equipamentos de informática, então um dia estava recolhendo um material alugado em um cliente e estávamos carregando a caminhonete com o material e na coleta do material nós traziamos as caixas originais dos produtos para podermos acomada-lo de uma forma que não os danificassem no transporte. Eu meio troll que sou, peguei uma caixa vazia de nobreak e a trouxe carregando junto com outras cheias, eu estava em um plano mais alto que meu colega que estava acomodando o material no carro, devia estar 1,5m mais alto que ele, então ia alcaçando de cima para ele caixa a caixa, quem já pegou um nobreak sabe que ele é meio pesadinho, na ultima caixa, a vazia seu simplesmente joguei la de cima para ele… pega ai… imagina uma cara de desespero, essa foi a do meu colega…. hehehe.
    PS. Isso foi meio que uma vingancinha do colega que só queria saber de acomodar o material e nunca ajudava a carregar.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Certa feita, estava no trabalho e um colega (com seus 50 anos) quis demonstrar como se chuta uma bola com os dois pés (sem bola). Só que esse movimento exige uma mecanica involuntaria (que ele nao previu), que leva o tronco pra frente, com muita força. Ele saltou e ao chutar o vento a testa dele foi parar numa viga, tremendo a loja inteira. Caiu sentado batendo as costas na propria mesa e levantou rapidamente como se nada tivesse acontecido. Eu chorava de rir, mesmo achando que talvez fosse mais relevante chamar uma ambulancia.

    Curtido por 1 pessoa

  6. 275 – Certa feita, estava no trabalho e um colega (com seus 50 anos) quis demonstrar como se chuta uma bola com os dois pés (sem bola). Só que esse movimento exige uma mecanica involuntaria (que ele nao previu), que leva o tronco pra frente, com muita força. Ele saltou e ao chutar o vento a testa dele foi parar numa viga, tremendo a loja inteira. Caiu sentado batendo as costas na propria mesa e levantou rapidamente como se nada tivesse acontecido. Eu chorava de rir, mesmo achando que talvez fosse mais relevante chamar uma ambulancia.

    (repostei pois nao tinha colocado numero na anterior!)

    Curtido por 1 pessoa

  7. Paulo Chiva

    386 – Tinha uma empresa que dava suporte para infraestrutura de rede e certa vez um cliente ligou dizendo que a rede estava muito lenta. Falei brincando que poderia ser que os cabos de rede estivessem entupidos. Ele perguntou, seriamente, se ficava caro pra desentupir 🤣.

    Curtido por 1 pessoa

  8. MARCOS SOUZA

    100 – Trabalho num jornal e quando tinhamos o caderno de classificados era obrigado a gente ter q entrar nos sites dos anuncios de acompanhante pra verficar o link haha as vezes eu tinha que ficar a tarde inteira soh entrando nesses sites e minha sala eh com divisoria de vidro hhaha imagina

    Curtido por 1 pessoa

  9. Alan Carvalho

    750 – Eu trabalho fazendo instalação de rede de proteção para crianças em apartamento,
    Certa vez fui puxar assunto com a moça que contratou a instalação pra quebrar o gelo,

    Perguntei pra ela
    -A rede de proteção é pra esse criança que está vindo?
    Ela respondeu
    – Eu não estou grávida moço , a rede é pro meu gatinho não escapar
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Não sabia onde enfiar a cara de vergonha ,chamei a mulher de gorda na cara dura

    🤦🤷

    Curtido por 1 pessoa

  10. Alex

    802
    Certo dia estava eu em meu trabalho aplicando uma película em um veículo de um senhor de idade bem sério tinha por volta de uns 80 anos bem veinho ae como de costume tentei puxar conversa com o cliente para quebrar um pouco o clima sério que pairava no ar como ele era um cliente novo não tínhamos tanta intimidade assim pois bem mesmo tentando um contato direto com o cliente ele nem bola dava mais mesmo assim insistia para quebrar o gelo e ter algum assunto para conversar com ele mais nada tirava a cara de Bravo do veio ae até que desisti e fiquei na minha foi quando ele veio e falou para mim , rapaz vi que vc tentou puxar assunto comigo e eu nem te dei muita atenção só acho que vc deveria pegar e se cuida mais .ae não entendi perguntei pro senhor porque eu tenho me cuidar mais o que foi que fiz ?o veinho safado e sorridente repetiu vc não entendeu vc tenque pegaressecuedamais. Veio besterento da porra kkkkk

    Curtir

  11. Massao Hanada

    605 – Trabalho como suporte de informática em uma fabrica, certa vez uma usuária pediu para que eu ajudasse no computador dela e fiz um acesso remoto no seu computador. Assim que iniciei o acesso a usuária começou a entrar em desespero!! Kkkk “WENDELL O MOUSE TA MEXENDO AQUI SOZINHO!!! TEM UM DEMÔNIO NO COMPUTADOR!!! EXPULSA!!” KKKKKKKK nunca vou me esquecer disso…

    Curtido por 1 pessoa

  12. Heber Marcelo Gomes da Silva

    123 – Certa vez, quando ainda fazia universidade tinha uma prova de processo civil. A matéria era difícil e um colega disse que não havia estudado mas tinha preparado uma supercola com toda a matéria. O professor nos entregou a prova e vi o colega colocando essa supercola no meio da prova para que respondesse as questões. Ele demorou muito para terminar a prova sendo um dos últimos a entrega-la. Ao sair da sala de aula pedi a ele para ver a supercola, pra verificar se realmente era completa, quando me confidenciou que entregou a prova com a cola no meio das folhas pois a professora não tinha descolado dele para que desse oportunidade de esconder a prova do crime. Imaginem a nota que tirou. Parabéns pelo sorteio.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s