[Review] ‘Falcon Age’ é uma aventura única no Playstation VR

‘Falcon Age’ é um jogo de aventura em primeira pessoa diferenciado. Nele, você assume o papel da jovem Ara, que adota um filhote de falcão enquanto está aprisionada por robôs em uma cela. Nesta história, os humanos foram dominados pelas máquinas e vivem acuados. O jogo é focado na história e na interação de Ara com os demais personagens que vão surgindo pelo caminho. Porém, os diálogos são todos em texto, sem dublagem. Você pode escolher as respostas, mas o mecanismo usado pra isso não funciona como deveria.

O grande charme do jogo, claro, é a sua relação com o falcão. Com a ajuda dele (na verdade “dela”, já que é uma fêmea), você vai enfrentar inimigos, caçar, coletar recursos ou mesmo desativar minas. A mecânica é simples e funciona bem. Cumprindo algumas missões, você recebe itens pra customizar o visual da ave. Alguns conferem habilidades especiais. E tem até brinquedinhos pra sua amigona. A única coisa que senti falta foi de acompanhar o crescimento do falcão. Quando o jogo começa, ela é apenas uma bolinha de penas e quando você percebe ela já virou uma ave de rapina adulta, linda e imponente. Acredito que faltou desenvolver melhor essa relação entre humano e animal.

O game tem um mapa relativamente extenso pros padrões do PSVR e você pode explorá-lo livremente pra coletar recursos, cumprir missões principais e secundárias ou participar de alguns mini-games. Os recursos servem pra você preparar receitas que dão boosts temporários. Mas você também pode vendê-los em troca da moeda do jogo, pra comprar itens mais úteis.

Você pode jogar usando dois Moves ou o Dualshock 4. Com os Moves, a imersão é maior e você pode acariciar a ave ou cumprimentá-la. Com o controle tradicional, vários truques são feitos apertando o quadrado. Com os Moves é melhor pra usar o bastão que você usa pra dar golpes, quebrar coisas e abrir portas.

As opções de conforto incluem teleporte e giro em graus. O jogo não possui localização pro Brasil – os textos, menus e legendas vêm em inglês. O menu não te dá a opção de alterar o idioma, mas se você mudar o idioma do seu console (nas configurações do sistema), poderá jogar em espanhol. Eu sempre dou essa dica porque nem todo mundo conhece essa artimanha e o espanhol é uma língua mais amigável pros brasileiros que não sabem inglês.

Exclusivo do PS4, ‘Falcon Age’ também pode ser jogado em tela plana, sem o Playstation VR. O menu principal te dá duas opções de jogo, sendo uma mais focada no combate. Na outra, o combate é “opcional”. O jogo tem gráficos bonitos, com um visual estilo cartoon. Nesse quesito, a única falha é a demora no carregamento de alguns elementos do cenário (principalmente da vegetação), que surgem do nada enquanto você caminha. Mas os gráficos são bem otimizados e não apresentam serrilhados ou borrões aparentes, com boa nitidez. Vale destacar que joguei no PS4 Pro.

Por fim, uma crítica ao mapa do jogo. Às vezes, ele marca um determinado objetivo da missão, mas você vai lá e o objetivo é em outro lugar – que você tem que descobrir onde é. Isso me confundiu um pouco.

VALE A PENA?

Ainda não terminei o game, mas gostei do que vi até agora. Joguei mais de 4 horas (me perdi algumas vezes) e acho que vale sim o preço que está sendo cobrado. Sem dúvida, é uma aventura única no Playstation VR. Quando zerar, atualizarei este review. Nota (temporária): 9,0.

Este review foi feito no PS4 Pro e PSVR, com midia digital gentilmente cedida pela Outerloop Games.

FICHA TÉCNICA
Jogo: Falcon Age
Estúdio: Outerloop Games
Gênero: Aventura em 1ª pessoa
Plataformas: PS4 e PSVR
Preço: R$ 61,50 (PS Store Brasil)
Data de lançamento: 9 de abril de 2019
Controles: Dois Moves ou Dualshock 4
Idiomas: Inglês / Espanhol (se você alterar o idioma do seu PS4 para Espanhol latino)

Confira aqui alguns gameplays de ‘Falcon Age’ no canal PSVR Brasil

Parte 1

Parte 2

Parte 3

[review] ‘Assassin’s Creed Odyssey’ renova uma das franquias de maior sucesso dos games

Depois de mais de 140 horas jogando ‘Assassin’s Creed Odyssey’, meu mapa do jogo ainda estava cheio de áreas a descobrir e missões que ainda não cumpri. A Ubisoft fez um trabalho monumental para recriar o mundo grego, de ponta a ponta, como nenhum jogo havia feito antes na história dos games. Às vezes tenho a impressão que esse jogo nunca termina. E não termina mesmo: o estúdio está lançando atualizações constantes, com novos conteúdos e desafios, como o mais recente update, que subiu o level máximo de 50 pra 70.

Assista aqui ao vídeo review de ‘Assassin’s Creed Odyssey’

Há quem fale por aí que ‘Odyssey’ não é um legítimo ‘Assassin’s Creed’. Pra quem nunca foi muito fã da série, por exigir um certo nível de furtividade e paciência para eliminar os inimigos, ‘Odyssey’ é o melhor já lançado até hoje. A furtividade do assassino ainda está presente no jogo, mas se você preferir um estilo mais agressivo, terá um leque variado de armas, armaduras e habilidades pra enfrentar os inimigos no mano a mano.

Isso permite que o jogo seja acessível a todos os jogadores. E até quem não manja muito dos paranauês de se esconder para conseguir uma morte limpa vai se dar bem. Mesmo porque os guardas não estão tão espertos quanto antigamente. Talvez os fãs da série estranhem um pouco ver tantos soldados de costas ou parados, mas acredito que essa escolha se deu pra deixar o jogo mais acessível pros novatos.

‘Assassin’s Creed Odyssey’ tem um mapa gigantesco, que reproduz com riqueza de detalhes a Grécia Antiga dos tempos de Sócrates, Hipócrates, Heródoto, Péricles e muitos outros personagens históricos. A trama se passa em pleno período da Guerra do Peloponeso, conflito que colocou Atenas e Esparta frente a frente numa batalha sangrenta pelo domínio da Grécia.

Durante o gameplay, você ainda vai encontrar criaturas mitológicas e utilizar armas e armaduras que pertenceram a deuses e heróis lendários, como Hércules, Aquiles, Prometeu, Teseu, Artemis, Poseidon e muitos outros. De quebra, ainda terá um gostinho de controlar o rei Leônidas na famosa batalha dos 300. Seu personagem (Kassandra ou Alexios) é descendente do general espartano e usa a ponta da lança de Leônidas para praticar execuções pra lá de violentas.

‘Odyssey’ tem gráficos incríveis, controles bastante responsivos e jogabilidade irretocável. O áudio dá um show à parte – e se o sotaque da dublagem original te incomodar, você pode optar pelo áudio em português, que às vezes soa um pouco artificial, mas é competente na maior parte do tempo.

VALE A PENA?

‘Assassin’s Creed Odyssey’ desponta como um dos melhores jogos lançados neste ano. O jogo renova a série de uma maneira ainda mais profunda do que ‘Origins’, de 2017, adicionando novos elementos de jogabilidade que o transformam em um legítimo RPG de ação. Com isso, o game abre as portas para os novos jogadores conhecerem uma das franquias de maior sucesso de todos os tempos. Nota: 10/10.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Título: Assassin’s Creed Odyssey
Gênero: RPG de ação
Estúdio: Ubisoft
Plataformas: Playstation 4 (usada neste review), Xbox One e PCs
Idiomas: português (áudio e legendas) e inglês (original)
Preço: R$ 199,99 (PS Store BR)
Jogadores: 1 (sem modo online)

[Este review foi feito com cópia digital gentilmente cedida pela Ubisoft]

No Dia Internacional do Gamer, Sony libera ‘Destiny 2’ e divulga os 7 games grátis de setembro

Pode ter sido só uma coincidência, mas hoje, no Dia Internacional do Gamer, a Sony Playstation divulgou a lista de jogos grátis da PS Plus para o mês de setembro e ainda antecipou a liberação de ‘Destiny 2’, um dos games gratuitos do mês que vem. O FPS futurista da Bungie já está disponível para baixar na PS Store do Brasil.

Outro jogo de peso virá grátis em setembro: ‘God of War III Remastered’ (Santa Monica), a versão remasterizada de ‘GOW3’, com compatibilidade de 1080p e 60fps. Outros seis jogos fazem parte da lista de jogos gratuitos de setembro, incluindo ‘Here They Lie’, para Playstation VR.

Ao todo, a lista de jogos traz sete títulos gratuitos para PS4, já que os jogos para PS3 e PS Vita virão em “cross buy” com o PS4. E ainda tem o party game ‘Knowledge is Power’, que continuará grátis até 6 de novembro. Os jogos poderão ser baixados pelos membros PS Plus a partir de 4 de setembro.

Confira a relação completa de jogos da PS Plus em setembro:

Destiny 2 (PS4)
God of War III Remastered (PS4)
Here They Lie (PS4 e PSVR)
Another World – 20th Anniversary Edition (PS3, cross buy com PS4 e PS Vita)
QUBE Director’s Cut (PS3, cross buy com PS4)
Sparkle 2 (PS Vita, cross buy com PS3 e PS4)
Foul Play (PS Vita, cross buy com PS4)

[Já viram o vídeo especial sobre a “versão VR” de ‘Destiny’? Confiram abaixo!]

 

TESTE GRATUITO DE ‘RENEGADOS’!

O multiplayer online ‘Destiny 2’ é, sem dúvidas, o principal título da relação da Plus em setembro. Na minha opinião, esta é uma maneira que a Sony e a Bungie encontraram de dar um novo gás à franquia, após duas expansões que tiveram uma recepção morna por parte da comunidade. Também vem preparando terreno para a mais nova expansão da franquia, ‘Renegados’ (‘Forsaken’), que será lançada na próxima terça-feira, 4 de setembro.

No Playstation Blog, a Sony confirma que ‘Destiny 2’ foi liberado antecipadamente para que os jogadores possam aproveitar uma prévia da DLC. No próximo sábado, 1º de setembro, o modo ‘Artimanha’ será liberado gratuitamente para todos os jogadores de ‘Destiny 2’ (não é necessário ter as Expansões I e II). O teste gratuito vai durar 24h, começando às 14h (horário de Brasília) do dia 1º até as 13h59 do dia seguinte.

‘Artimanha’ (‘Gambit’) é um modo que mistura o multiplayer cooperativo com o competitivo. Ele faz parte da DLC ‘Renegados’, que vai trazer várias novidades ao jogo, incluindo nove supers adicionais (três para cada guardião), novas armas, novas missões, dois novos destinos (A Orla Emaranhada e A Cidade Onírica) e uma nova incursão (“raid”), considerada o ápice da experiência de ‘Destiny’.

Marcando este novo capítulo na história da franquia, os jogadores testemunharão a morte do guardião Cayde-6, líder dos Caçadores e um dos principais personagens da franquia. Com suas tiradas, ele foi um dos principais destaques de ‘Destiny’, desde o primeiro título. No entanto, sua impetuosidade cobrará seu preço – e uma missão suicida acabará, de fato, selando o destino do líder dos Caçadores da Vanguarda.

‘Destiny 2: Renegados’ será lançado para Playstation 4, Xbox One e PCs em 4 de setembro. As armas e equipamentos de ‘Renegados’ não estarão inclusos no teste gratuito e não será possível levar qualquer progresso da “demo” para o jogo principal.

Assista ao trailer do teste gratuito de ‘Artimanha’ (em português)

 

 

 

Assista ao trailer de lançamento de ‘Renegados’ (em português)

 

 

Exclusivo do PS4, ‘Falcon Age’ poderá ser jogado tanto em RV quanto em tela plana

Revelado hoje pelo Playstation Blog, o game ‘Falcon Age’ será lançado em 2019 e poderá ser jogado tanto em realidade virtual (no Playstation VR) quanto em tela plana. O jogo é uma aventura em primeira pessoa, para um jogador. Você joga como Ara, que é detida em uma cela por um crime que não cometeu. Lá, ela vai conhecer um jovem falcão e acompanhar o crescimento da ave. O game já ganhou um trailer, que você confere abaixo.

Assista ao trailer de ‘Falcon Age’

O trailer está bem bonito, com um belo visual. Ainda não vimos nada de gameplay, nem temos informações sobre como você irá controlar o falcão. Mas a comparação com ‘Assassin’s Creed: Origins’ é inevitável.

No PSVR, você poderá jogar usando os PS Moves. No PS4 “normal”, o game terá suporte ao Dualshock 4, com controles padrão para um FPS. “Queremos oferecer aos jogadores opções de como experimentar o mundo único de ‘Falcon Age’ com suporte customizado para diferentes estilos de jogo e dispositivos”, afirma o estúdio.

babybird_lands.gif

A HISTÓRIA

O jogo começa em um planeta que está morrendo, com sua cultura destruída, recursos esgotados, e que se transformou em um deserto por máquinas invasoras. Ara foi presa por engano, por uma pequena infração. Enquanto ela aguarda seu destino em uma cela solitária, ela passa o tempo fazendo amizade com um jovem falcão. Juntos, eles escapam e partem em uma aventura para ajudar a resistência a recuperar sua liberdade e expulsar os invasores.

falcon_pet.gif