‘The Persistence’ é escolhido pelos próprios jogadores o melhor game de julho no PS4

O first-person survival ‘The Persistence’, exclusivo do Playstation VR, foi escolhido pelos próprios jogadores o melhor game do mês de julho, entre todos os títulos lançados no mês passado no PS4. A votação foi realizada pelo Playstation Blog, publicação oficial da Sony.

Particularmente, como já disse em meu review, para mim ‘The Persistence’ é até agora o jogo do ano no PSVR. Outros concorrentes ao posto estão por vir, como é o caso de ‘Firewall Zero Hour’ (28 de agosto), ‘Astro Bot Rescue Mission’ (2 de outubro), ‘Blood & Truth’ (ainda sem data) e o aguardadíssimo ‘Beat Saber’ (sim, também sem data), entre outros.

Será que algum deles vai bater ‘The Persistence’? É esperar e torcer, porque queremos sempre jogos melhores!

Confira aqui nosso review de ‘The Persistence’

Assista ao vídeo-review de ‘The Persistence’ 

[review] Terror espacial ‘The Persistence’ é o melhor jogo lançado para o PSVR neste ano

Desde que ‘Resident Evil 7: Biohazard’ foi lançado para o Playstation VR – e isso já tem mais de um ano – os amantes de first-person survivals (jogo de sobrevivência em primeira pessoa) vinham esperando um jogo com a mesma qualidade. Criado pelo estúdio britânico Firesprite (que já deixou sua marca em games como ‘The Playroom VR’ e na série ‘WipEout’), ‘The Persistence’ tem tudo para agradar os fãs do gênero – ou mesmo quem quer se aventurar nesse estilo de jogo pela primeira vez. Indo direto no ponto, ‘The Persistence’ é o melhor jogo lançado para o PSVR neste ano.

O jogo se passa no longínquo ano de 2521, dentro de uma nave chamada “Persistence”, que foi puxada por um buraco negro e encontra-se severamente danificada. Na pele da oficial de segurança Zimri Eder, seu trabalho será consertar a nave para tentar retornar à Terra, enquanto enfrenta vários tipos de aberrações. Ela é a única sobrevivente da nave e terá que contar com suas habilidades militares para sobreviver em um ambiente aterrorizante que lembra os excelentes ‘Dead Space’ e ‘Dead Space 2’, do Playstation 3.

O terror espacial ‘The Persistence’ é um first-person survival, mas não apenas isso. É também o primeiro jogo estilo “roguelike” do PSVR. E o que isso significa? Nesse tipo de jogo, originário dos RPGs, cada vez que morre, você tem que começar do início e o mapa se altera – o que inclui a disposição dos itens, inimigos, armas e suprimentos que você vai encontrar pelo caminho.

Sabe aquele negócio de decorar caminhos, aprender exatamente onde está a arma que você procura ou estar preparado para aquele “jump scare” que acontece sempre no mesmo lugar? Isso não existe em ‘The Persistence’. É tudo aleatório – ou procedural, como os estúdios preferem dizer. Isso confere um frescor adicional ao game a cada vez que você inicia a jogatina, além, é claro, de uma dose extra de tensão.

Cada vez que você morre, você recomeça do início e perde todas as armas que conquistou até ali. Mas não perde tudo. Todas as células-troco (SC) que você coletou, além de chips fabricação (fab-chips), fichas de érebo e diagramas permanecem no seu inventário, assim como todos os upgrades que você fizer. Morrer, ao final das contas, não significa perder tudo. Você estará mais forte – e mais experiente – da próxima vez que enfrentar aquele inimigo que te matou.

O fato de ter que recomeçar quase do zero acrescenta um clima de tensão especial a um jogo que já é tenso – repleto de cenários escuros, barulhos que você não sabe de onde vêm e inimigos dos mais bizarros. Entre eles, merecem menção especial um gigante que pode te matar com apenas um único golpe, uma magricela que chora feito criança e um sujeito eletrificado que anda lentamente, mas parece ser imortal.

O game tem cinco objetivos principais. Se cumprir um objetivo, ele servirá de check-point. Ao morrer, você retorna para o último check-point. Um alívio para quem pensou que teria que terminar toda a campanha em uma única vida. Segundo os desenvolvedores, a campanha dura em torno de 8 horas, mas você vai passar disso tranquilamente. Eu, por exemplo, terminei em quase 15 horas, fazendo quase todos os upgrades possíveis.

Você joga usando o Dualshock 4. Não há suporte à Aim Controller nem aos PS Moves – os desenvolvedores descartaram totalmente o uso da Aim, mas avaliam implementar os Moves em um patch futuro. Mas, pelas características do jogo, posso dizer que o estúdio fez uma excelente escolha ao usar o DS4. Os controles funcionam perfeitamente, são bem responsivos e estão bem mapeados. Jogar com os atuais Moves, sem direcionais, me parece uma tarefa difícil demais pelo tipo de jogo que ‘The Persistence’ é.

A movimentação é livre, sem opção de teleporte. Na verdade, o jogo tem teleporte, mas é uma mecânica complementar da locomoção livre. Cada vez que você teleporta, gasta um pouco da sua barra de “matéria escura”. Jogar o game inteiro apenas com o teleporte parece para mim quase impossível, porque você também usa a matéria escura no supersentido – visão especial que mostra a localização dos inimigos mesmo através de paredes. Para ajudar a ver os inimigos nos cenários mais escuros, você pode acionar uma lanterna – que felizmente tem bateria infinita.

Para quem sente enjoo de movimento, o jogo tem várias opções para amenizar o problema. A locomoção é lenta e não há botão para correr, você pode colocar o giro em graus e adicionar um blinder (vinheta escura) para reduzir seu campo de visão.

Assista ao video-review de ‘The Persistence’

GAMEPLAY

A jogabilidade sofreu várias alterações em relação à demo lançada no ano passado. O escudo foi aprimorado, mas é importante você usar suas habilidades de “stealth” para surpreender os inimigos e não morrer à toa – principalmente no início. Você pode, por exemplo, se esgueirar entre dutos de ventilação para chegar nas costas do zumbi e atacá-lo com sua coletora de células-tronco.

A coletora é a sua principal arma do jogo. Você pode usá-la como uma arma corpo-a-corpo, mas ela é melhor aproveitada quando você ataca os inimigos por trás, enfia um gancho neles como se fosse um “taser” e coleta suas células-tronco – recurso indispensável para fazer upgrades.

Espalhadas pelas quatro plataformas da nave, você vai encontrar máquinas que fabricam armas. A moeda lá são os fab-chips, itens azuis que você junta por todos os cantos da nave. Cada máquina fabrica um tipo específico de arma – e são quatro máquinas ao todo: armas de corpo a corpo, armas de fogo, granadas e armas experimentais. As armas vêm com poucas balas e depois que você usa a máquina é preciso esperar um tempo para poder utilizá-la novamente.

Os variados tipos de armas possibilitam diferentes tipos de abordagem, permitindo que você molde seu próprio estilo de jogo. O arsenal inclui desde armas mais tradicionais, como pistolas e revólver às divertidas armas experimentais, que incluem uma espécie de gancho antigravitacional, um soro que te deixa furioso e invencível por alguns segundos e uma serra giratória que mata os inimigos instantaneamente. Outro recurso bem divertido é o soro de Hera, uma arma corpo a corpo que torna qualquer inimigo seu aliado, com um singelo coraçãozinho na cabeça. Mas não tente usar em mais de um inimigo ao mesmo tempo – inexplicavelmente, seus aliados brigam entre si.

persistence1
Aberrações como esta estão à sua espreita em ‘The Persistence’

UPGRADES

O jogo tem uma gama tão vasta de upgrades que é até difícil falar de todos. Você pode aprimorar todas as 17 armas, trajes, teleporte, matéria escura e até mesmo os seus clones. Então, para não confundir, vamos por partes.

Na sala principal do jogo (para onde você retorna após morrer), você pode fazer upgrades no seu clone – cada vez que você morre, um novo clone é impresso e os upgrades se mantêm. As melhorias no clone são quatro: silêncio (para se movimentar silenciosamente), dano corpo a corpo, matéria-escura (que você usa no supersentido e no teleporte) e vida (para aumentar sua vida máxima). Esses upgrades são feitos com as células-tronco que você coleta.

Durante o jogo, você coleta diagramas que caem (“dropam”) dos inimigos e que podem ser de quatro tipos: comuns (verdes), incomuns (azuis), raros (roxos) e épicos (amarelos). Cada diagrama é usado em uma máquina da sala principal do jogo para aprimorar um aspecto específico da sua personagem – traje (que dão vantagens variadas), teletransportador, coletora de células-tronco, campo de força e supersentido. Para fazer esses aprimoramentos você gasta fab-chips.

As armas também podem sofrer upgrades, que aumentam a quantidade de balas ou a duração dos seus efeitos. Esses upgrades gastam fichas de érebo (item amarelo). Você faz esses upgrades nas próprias máquinas que encontra pelo caminho. Aprimorar uma arma também aumenta o custo dela.

Assista ao vídeo ‘The Persistence’ – A Primeira Meia Hora

REPLAY SEM FIM

Uma reclamação constante – e até justa – dos jogadores de Playstation VR é que há uma grande quantidade de jogos de pouca duração e, às vezes, nenhum valor de replay. ‘The Persistence’ vai no caminho oposto e traz um valor de replay formidável, pelas suas próprias características de “roguelike”. O jogo envolve uma quantidade bem dosada de “grinding” (quando você precisa coletar itens e fazer upgrades para evoluir seu personagem e enfrentar inimigos mais difíceis).

Não há opção de alterar a dificuldade do jogo e a campanha principal tem um bom nível de desafio, especialmente na parte final de cada plataforma. Além dos cinco objetivos principais, tem algumas ações opcionais que você fazer para aprimorar seu personagem, como coletar caixotes de suprimentos (enfrentando uma série de inimigos para obter o prêmio) ou reunir objetos de membros da tripulação. Para se orientar, você pode usar um mapa que você leva consigo e marcar o seu destino.

Complementando o valor de replay, o estúdio Firesprite criou um aplicativo gratuito para smartphones (procure por “The Persistence”) em que até quatro amigos podem acompanhar o jogador de headset, ajudando-o ou atrapalhando-o. Os amigos podem, por exemplo, abrir ou fechar portas, congelar ou incitar inimigos, acender ou apagar as luzes, entre outras coisas. Em algumas situações, podem até decidir se o jogador vai encontrar bons ou maus itens na sala em que entrar. É uma experiência cooperativa (ou competitiva) única no Playstation VR – e talvez até no mundo dos games!

Após zerar o jogo, você destrava o modo survival. Não custa dizer, também, que o game tem três finais possíveis. Por fim, para os caçadores de troféu, o jogo é um belo desafio em busca de uma platina.

Visualmente, é um jogo muito bem definido, com cenários e modelos de inimigos impecáveis, resultando em um nível de imersão incrível. O áudio contribui para criar esse clima de terror, onde placas desabam do teto para te dar aquele susto onde você menos espera. O áudio do jogo está todo em inglês, com suporte a legendas em português do Brasil.

persistence_aplicativo1
Este é um exemplo de tela do app gratuito de ‘The Persistence’. Por ele, seus amigos podem jogar com você! 

VEREDITO

‘The Persistence’ é uma das melhores experiências disponíveis atualmente no Playstation VR. Você pode incluí-lo facilmente em qualquer top 10 do PSVR. É um legítimo representante do survival horror espacial e vale cada centavo que você pagar por ele. Estamos diante do melhor jogo lançado este ano para o headset do PS4. Nota: 10/10 [Excelente].


INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Título: ‘The Persistence’
Gênero: First-person survival
Estúdio: Firesprite (https://firesprite.com)
Plataforma: Playstation VR (exclusivo)
Lançamento: 24 de julho de 2018
Preço: R$ 91,90 (PS Store Brasil) | US$ 29,99 (PS Store EUA)
Controle suportado: Dualshock 4
Idioma: Inglês (áudio) e português (legendas e interface)
Jogadores: 1 (offline) | 2-5 (com o aplicativo para celulares ‘The Persistence’)
Espaço em disco: 2,24 GB

[Este review foi feito com mídia digital cedida pelo estúdio Firesprite]

 

‘The Persistence’ e ‘Detached’ são os grandes lançamentos da semana no PSVR

A Playstation Store foi atualizada hoje e trouxe três novos jogos VR. As grandes novidades são ‘Detached’ e ‘The Persistence’, dois grandes lançamentos do Playstation VR. Recebemos press keys de ambos e em breve traremos os reviews deles aqui no blog. Já fiz um gameplay dos 30 minutos iniciais de ‘The Persistence’ [que você confere logo abaixo] e posso garantir que é um dos melhores jogos já lançados para o nosso PSVR.

Assista aqui ao vídeo – ‘The Persistence’ – A Primeira Meia Hora

O outro lançamento da semana é ‘VRobot’, que já havia saído nas PS Stores da Europa e agora chega às Américas (Brasil, inclusive). ‘The Persistence’ está totalmente legendado em português, com áudio original em inglês. O preço na PS Store do Brasil é de R$ 91,90 (ou US$ 29,99 na loja americana). ‘Detached’ está saindo por R$ 76,90 (ou US$ 24,99). ‘VRobot’, por sua vez, está na faixa de R$ 45,90 (ou US$ 14,99).

Pra quem tá a fim de concorrer à mídia digital ‘Detached’ na faixa (de graça, 0800), a página oficial do jogo no Facebook está fazendo um sorteio de uma key do game para Playstation VR. Confiram aqui os detalhes do sorteio.

Leia também:
Dez coisas que você precisa saber sobre o aguardadíssimo ‘The Persistence’
‘Detached’ promete ser a experiência mais extrema do PSVR. Saiba por quê!]

‘RE7 GOLD’ COM DESCONTÃO

Pra fechar este post, vamos falar de coisa boa? A PS Store do Brasil iniciou hoje a Promoção de Franquias, com uma série de jogos com ótimos descontos. O único título PSVR em oferta é ‘Resident Evil 7: Biohazard’, além de todas as suas DLCs e passe de temporada.

A Gold Edition (que reúne todos os conteúdos lançados para o game), está saindo por apenas R$ 107,99, com 40% de desconto (já inclusos 10% extras se você tiver a PS Plus). Recomendadíssimo! Lembrando que todos os conteúdos extras de ‘RE7’ são jogáveis em realidade virtual, com exceção de ‘Ethan Deve Morrer’ e ‘Aniversário de 55 Anos do Jack’. Ah, e a DLC ‘Não-Herói’, também em VR, é gratuita, como vocês já devem saber.

[vídeo] Em primeira mão: jogamos ‘The Persistence’! Confira a primeira meia hora!

O survival horror/FPS ‘The Persistence’ chega nesta terça-feira, 24, com exclusividade ao Playstation VR. O jogo, em estilo rogue-like (cada vez que você morre, precisa começar de novo), está legendado em português do Brasil. Você joga usando o Dualshock 4.  O estúdio Firesprite nos cedeu gentilmente uma cópia do jogo e fizemos um gameplay com os minutos iniciais deste game que promete ser o novo ‘Resident Evil 7’ do PSVR. Aliás, o jogo parece uma mistura de ‘RE’ com outro survival horror bem conhecido: ‘Dead Space’.

Confiram abaixo o vídeo do canal PSVR Brasil no YouTube

Legendado em português, ‘The Persistence’ chega nesta terça-feira ao PSVR

Apesar de não estar à venda na Playstation Store do Brasil, o survival FPS ‘The Persistence’ está todo legendado em português (do nosso país). Desenvolvido pelo estúdio britânico Firesprite, o game chega nesta terça-feira, 24, exclusivamente para o Playstation VR (PSVR).

O jogo está em pré-venda nas lojas online dos Estados Unidos (US$ 29,99), Europa (€ 29,99) e Reino Unido (£ 24,99). Nas lojas da Europa e Reino Unido, aliás, o jogo está com desconto promocional de 10% para os membros PS Plus, saindo por £22,49 (no Reino Unido) e € 26,99 (na Europa). Mas atenção: o desconto é válido somente até as 5h desta segunda-feira, 23. Em todas as lojas, está disponível a mesma versão, com o português brasileiro incluso.

Leia também:
[Dez coisas que você precisa saber sobre o aguardadíssimo ‘The Persistence’]

O youtuber brasileiro JP Losada, parceiro aqui do blog PSVR Brasil, já fez um gameplay com os minutos iniciais do jogo, que você confere abaixo. Pelo vídeo, dá pra ver que o jogo tem três opções de conforto, que podem incluir o blinder (vinheta) ou não, evitando ao máximo o enjoo de movimento.

Confira abaixo os minutos iniciais do jogo e não deixe de visitar o canal do JP Losada no YouTube. Já estou com uma cópia para imprensa do jogo e em breve trarei aqui meu próprio gameplay, além do review em vídeo e muitas outras informações sobre esse jogaço, que tem tudo para se tornar o novo ‘Resident Evil 7’ do Playstation VR.

Assista aos minutos iniciais de ‘The Persistence’

Dez coisas que você precisa saber sobre o aguardadíssimo ‘The Persistence’

O FPS futurista ‘The Persistence’, da Firesprite Studios, é um dos games mais aguardados do momento no Playstation VR, desde que pudemos experimentar um pequeno trecho dele no Demo Disc 2 do PSVR, em novembro do ano passado. Exclusivo para o Playstation VR, o título será lançado no próximo dia 24 de julho e já está em pré-venda na loja online dos EUA, por US$ 29,99.

No jogo, você está preso em uma nave onde membros da tripulação sofreram mutações, transformando-se em aberrações de todos os tipos. O game é um “rogue-like”, o que significa que, cada vez que você morre, as instalações da nave mudam, assim como a localização dos itens e armas que você vai encontrar. A tensão do game é constante e o medo de perder tudo o que se conquistou, também.

[Ainda não jogou? Experimente a demo no Demo Disc 2 do PSVR na PS Store Brasil]

[Se preferir, baixe apenas a demo do jogo na PS Store dos Estados Unidos]

Na última quarta-feira, 27, os desenvolvedores do game responderam uma série de dúvidas dos jogadores durante uma sessão de perguntas e respostas no Reddit. Participaram da “entrevista coletiva” o diretor do game, Stu Tilley, ao lado de Rob Sutton (artista principal), Alex Barnes (designer) e Tom Vernon (programador principal). Vale lembrar que alguns desses desenvolvedores trabalharam em ‘WipEout Omega Collection’, que ganhou suporte ao Playstation VR, tornando-se imediatamente um dos principais títulos do headset de realidade virtual do PS4.

Separei os melhores trechos dessa entrevista e trago abaixo as principais respostas dos desenvolvedores, em uma tradução feita por mim, com auxílio do nosso amigo de toda hora Google Translate (Lá no final, coloquei uma versão em inglês do conteúdo).

persistence4

Dez coisas que você precisa saber sobre ‘The Persistence’

1. Quanto tempo dura o jogo? Haverá opções de alterar a dificuldade?
⇒ Um “detonado” completo para alguém que está acostumado com jogos de RV e FPS é de cerca de 8 horas. Não haverá opções de dificuldade – é para ser difícil mesmo! Se você fizer upgrades o suficiente, vai se sair bem. Cada vida pode te levar mais adiante em direção ao seu objetivo – mesmo se você coletar apenas uma pequena quantidade de “células-tronco” (“stem cells”), tudo isso acrescenta! Todos os seus upgrades se acumulam no jogo. Eles são muito “persistentes”.

2. Haverá suporte para os PS Moves?
⇒ Construímos o jogo tendo o Dualshock 4 em mente e achamos que esta será a melhor experiência. Ele não terá o suporte ao Move Controller no dia do lançamento, mas poderemos analisar isso nos planos futuros. Estamos ouvindo o feedback!

3. O jogo vai ter suporte à Aim Controller?
⇒ Não, sinto muito.

4. Quantos tipos de inimigos existem? Como serão os controles?
⇒ São oito tipos diferentes de inimigos e variações de todos eles ao longo do jogo. O tiro será controlado pela cabeça. Demora algum tempo para se acostumar, mas é ótimo quando você consegue dominá-lo. Tivemos bastante trabalho para tornar o jogo o mais confortável possível para um FPS.

5. É possível ajustar a velocidade de giro e a caminhada? As opções de conforto podem ser desativadas?
⇒ A velocidade de giro é ajustável, sim. A velocidade de caminhada pode ser melhorada com upgrades no jogo, mas não é uma opção no menu, pois está intrinsicamente ligada ao equilíbrio do jogo. Existem vários esquemas de controle predefinidos e todas as opções de conforto podem ser desativadas.

6. Quantas armas diferentes existem? As armas são modificáveis ou personalizáveis?
⇒ Há 17 armas, além da sua fiel coletora de “células-tronco” [a primeira arma que você usa no jogo]. Todas elas podem receber upgrades!

7. Quanto o jogo melhorou desde a versão demo?
⇒ Tudo foi melhorado desde a demo – gráficos mais nítidos, modelos melhorados, maior densidade de texturas. Fizemos alterações no renderizador de modo a melhorar o “anti-aliasing” e os reflexos! O jogo melhorou significativamente. Mais foco em combate corpo a corpo, mais armas, história desenvolvida, missões, mais inimigos! Trabalhamos muito para garantir que cada jogada seja a mais exclusiva possível. O PS4 Pro terá gráficos mais nítidos, melhores sombras e isso estará disponível a partir do primeiro dia do lançamento.

8. Haverá um aplicativo para recursos de segunda tela?
⇒ Sim, o aplicativo Solex! É um aplicativo independente que será gratuito em dispositivos móveis quando o jogo for lançado. O companion app servirá como recurso de jogo cooperativo para até quatro amigos!

9. O que você ganhará ao concluir 100% do jogo? Desbloqueáveis? Final alternativo?
⇒ Um brilhante troféu de platina! Se você completar a missão final, você também terá um final “secreto”. E há um modo de sobrevivência desbloqueável se você terminar a campanha. A platina não é super-difícil, é definitivamente factível.

10. Haverá um lançamento em disco físico?
⇒ Sim. O lançamento da mídia física será no dia 25 de julho.

Assista ao novo trailer de ‘The Persistence’

Ten things you must know about ‘The Persistence’

1. How long is full playthrough? Is there a difficulty setting?
⇒ A full playthrough for someone who is comfortable with VR and FPS games is about 8 hours. No difficulty setting – it’s meant to be tough! If you level up enough you’ll be fine. Every life can inch you forward towards your goal – even if you only collect a small amount of stem cells, it all adds up! All your upgrades stack across the game… They’re very “persistent”.

2. Is there going to be support for Move Controllers?
⇒ We built the game with Dualshock 4 in mind and we think this will be the best experience – it won’t have Move Controller support day 1, but we might look at this in future plans. We are listening to feedback!

3. Will it support the Aim controller?
⇒ No, sorry.

4. How many enemy types are there? What are the controls like?
⇒ Eight distinct types and variants on all of them, across the game. It is head-controlled shooting. It takes some getting used to but feels great when you nail it. We’ve done a load of work to make the game feel as comfortable as possible for an FPS.

5. Can you adjust turn and walk speed? Are all comfort options able to be turned off?
⇒ Adjustable turn speed – yes! Walk speed can be upgraded in game but isn’t an option in the menu as it’s heavily tied to the balance of the game. There are multiple preset control schemes and all comfort options can be turned off.

6. How many different weapons are there? Are the weapons moddable/customizable?
⇒ There’s 17 weapons plus your trusty stem cell harvester – each of them can be upgraded!

7. How much did the game improve since the demo disc?
⇒ Everything has been improved upon since the demo – crisper graphics, improved models, higher texel density. We made changes deep down to the renderer so better anti-aliasing and reflections! The game has improved significantly since the demo. More focus on melee combat, more weapons, developed story, missions, more enemies! We’ve worked really hard to make sure each playthrough is as unique as possible. PS4 Pro is crisper graphics, better shadows and this will be in from day 1.

8. Will there be an app for second screen features?
⇒ Yes. The Solex app! It’s a standalone app which is free on mobile devices when the game launches. The companion app serves as coop gameplay for up to four friends!

9. What do you get for a 100% completion? Unlockables? Alternate ending?
⇒ A shiny platinum trophy! If you nail the final mission you get a “secret” ending as well. And there’s an unlockable survival mode if you finish the campaign. Platinum isn’t super hard, definitely doable.

10. Will there be a physical release?
⇒ Yep – physical release on 25th July.

 

Estúdio lança novo trailer de ‘The Persistence’ – e está incrível! Assista

Faltando pouco mais de um mês para o lançamento, a Sony acaba de divulgar um novo trailer do terror espacial ‘The Persistence’, do estúdio Firesprite. E está incrível! O vídeo traz novos elementos de gameplay e novos inimigos, que não vimos na demo, lançada no ano passado e disponível na PS Store dos Estados Unidos. O título é exclusivo do Playstation VR.

O game se passa em uma nave espacial e lembra títulos como ‘Dead Space’ e ‘Alien’, mas faz parte do gênero “rogue-like”: ou seja, cada vez que você morre, as instalações da nave mudam, assim como os a localização dos itens e armas que você vai encontrar. Você joga usando o Dualshock 4.

Ainda não testou? Então confira por você mesmo. A demo de ‘The Persistence’ está disponível no Demo Disc 2 do PSVR e na PS Store dos EUA.

[Clique aqui para baixar a demo de ‘The Persistence’]

O lançamento está previsto para o dia 24 de julho deste ano. O jogo já está em pré-venda (na loja online dos EUA), por US$ 29,99.

Assista ao novo trailer de ‘The Persistence’